Alunos portugueses no 2.º lugar do Astro Pi!




E a prata do Astro Pi europeu vai para... Portugal!

A equipa Mag-AZ, constituída por 3 alunos da Escola Secundária Domingos Rebelo, de Ponta Delgada, conquistou o segundo lugar na categoria Mission Space Lab da edição 2020/2021 deste projeto escolar.

O prémio foi-lhes atribuído por terem utilizado um dos mini-computadores que se encontram a bordo da ISS para mapearem o campo magnético da Terra. Vejam o seu vídeo de apresentação aqui.

Os alunos foram orientados pela sua professora de Fisico-Química e contaram ainda com o apoio da Universidade dos Açores. Parabéns aos Mag-AZ!


A equipa Mag-AZ e o seu projeto

Os alunos Bernardo Alves, Lourenço Faria e Miguel Cymbron representaram a Escola Secundária Domingos Rebelo de Ponta Delgada no desafio Astro Pi 2020/2021. Juntos formaram a equipa Mag-AZ, que se sagrou vice-campeã europeia na categoria Mission Space Lab deste projeto escolar. Os três jovens foram orientados pela sua professora de Fisico-Química, Maria Beatriz Cachim Pereira. 

Os alunos estudaram o campo magnético terrestre através de um algoritmo que pode ser utilizado para fazer o mesmo tipo de tratamento de dados em qualquer outro planeta ou estrela do Universo. No âmbito deste desafio, o programa foi autorizado a ser utilizado a bordo de um dos Astro Pi′s que se encontram a bordo da Estação Espacial Internacional (ISS). Os dados obtidos permitiram-lhes criar um modelo do campo magnético da Terra.

O projeto da equipa encontra-se disponível aqui e a prestação dos jovens portugueses neste desafio europeu foi destacada na página oficial da Agência Espacial Europeia (ESA), entre outros projetos internacionais.

A equipa contou também com o apoio científico do Professor Nuno Sá, docente de disciplinas de Física dos cursos de Engenharia na Universidade dos Açores, e membro da Comissão Científica do Observatório Astronómico da Santana - Açores (OASA).

Saibam mais sobre os Mag-AZ e a sua missão neste vídeo:


O que é o Astro Pi - Mission Space Lab?

O Astro Pi é um pequeno computador que foi criado pela Fundação Raspberry Pi, em colaboração com a Agência Espacial do Reino Unido e a ESA. Possui sensores e instrumentos que podem ser utilizados para medir movimento, humidade, temperatura, pressão e radiação.

Na ISS existem dois computadores deste tipo, o Ed e o Izzy. O desafio Astro Pi dá às equipas participantes a possibilidade de comunicarem com os astronautas que se encontram a bordo da ISS ou de executarem um programa da sua autoria num destes dois kits, permitindo-lhes realizar as suas próprias experiências científicas no Espaço. 

A categoria Mission Space Lab destina-se a alunos com idades iguais ou inferiores a 19 anos. Neste caso, o desafio consiste em projetar e codificar a atividade escolhida utilizando os sensores ambientais e as câmeras dos computadores Ed ou Izzy. A experiência deve incidir sobre um de dois temas: Vida no Espaço ou Vida na Terra. No primeiro caso, utiliza-se o computador Izzy, equipado com uma câmera de infravermelhos e colocado em frente de uma das janelas da ISS, com vista para a Terra. Para o tema “Vida no Espaço”, utiliza-se o computador Ed, equipado com uma câmera para a deteção de luz que lhe permite investigar a vida dentro do módulo Columbus.




Partilhe





Outras Notícias