O Espaço à Quarta: Fim da 2.ª edição


A poluição, a erosão e as alterações climáticas continuam a provocar efeitos preocupantes no Oceano e o Espaço tem um papel fundamental na monitorização dos riscos crescentes para os ecossistemas marítimos e orlas costeiras. A ligação próxima entre as tecnologias espaciais e a atividade oceânica foi, por isso, o tema central da última sessão d’O Espaço à Quarta, que decorreu no dia 22 de Junho, às 18.30 horas

Os especialistas Luís Sousa, Pedro Lourenço, Vanda Brotas e João Fernandes foram os protagonistas desta sessão, moderada por Carolina Sá. O tema foi “Do Espaço ao Oceano” e os nossos convidados falaram da utilização das ferramentas do Espaço na vigilância e preservação do Oceano. Consulte também os nossos recursos educativos desta sessão.

Como habitualmente, a sessão foi emitida em direto via YouTube e Facebook. Aproveite ainda para (re)ver as sessões anteriores deste ciclo de conversas.

 

Última sessão... desta edição

Disponibilizamos aqui a gravação original da sessão de dia 22 de Junho. Veja a partir do minuto 4:32:

 

 

A sessão começa no minuto 4:32 e tem a duração aproximada de 1 hora e 27 minutos. 

 

Do Espaço ao Oceano

A sessão d’O Espaço à Quarta de 22 de Junho teve como tema “Do Espaço ao Oceano”. Falámos sobre a monitorização do oceano e do litoral a partir de tecnologia espacial, sobretudo através do uso de satélitesSaiba mais sobre este tema aqui, veja os nossos recursos e conheça cada um dos nossos convidados

Aproveite para rever também as restantes sessões deste ano, bem como todas as 6 sessões da 1.ª edição deste ciclo de conversas.

 

Porquê monitorizar o oceano e a orla costeira?

O oceano cobre 71% da superfície da Terra e é vital para a nossa sobrevivência. No entanto, a sua poluição e acidificação, as fluorescências de algas e microplâncton e a erosão das zonas costeiras são problemas que afetam todos os ecossistemas e a biodiversidade.

Todas estas situações se têm vindo a agravar com a ação humana e serão intensificados pela mudança climática. Como podemos então monitorizar e preservar o oceano e as zonas costeiras, prevenir riscos e contribuir para os mitigar?

Nesta conversa veremos como as ciências e tecnologias espaciais nos permitem criar sistemas de vigilância permanente sobre o estado do oceano e prever situações que podem pôr em risco as comunidades costeiras.

 

Na figura: Esta imagem obtida pelo satélite Sentinel-2 da missão Copernicus mostra-nos a eflorescência[1] de algas verdes no Mar Báltico. Este fenómeno pode ser muito prejudicial para os peixes e até para os seres humanos. LER MAIS >>


[1] Eflorescência: Grande aumento da concentração de algas num sistema aquático, como por exemplo o florescimento de algas tóxicas.

 

Convidados

A 5.ª sessão desta edição d’O Espaço à Quarta será moderada por Carolina Sá, responsável pelos projetos de Observação da Terra da Agência Espacial Portuguesa – Portugal Space. Convidámos os seguintes especialistas para o nosso painel: Luís Sousa, Pedro LourençoVanda Brotas e João Fernandes.

 

Luís Sousa · Fundador e sócio-gerente da LS Engenharia Geográfica

Luís Sousa formou-se na Universidade do Algarve, é Engenheiro Topógrafo e sócio fundador da LS Engenharia Geográfica, na qual exerce atualmente o cargo de gerente geral. As suas áreas de atuação na empresa são a geodesia, o cadastro predial e a construção civil e obras públicas. 

A LS Engenharia Geográfica tem sede em Faro e é uma empresa especializada na aquisição e edição de informação geoespacial e produção de cartografia, com foco na proteção ambiental terrestre e marítima. Foi selecionada pela ESA para o desenvolvimento de projetos de engenharia geoespacial e é pioneira na Península Ibérica na criação de novos serviços de observação terrestre com recurso a satélites.

 

 

 

 

Pedro Lourenço · Chefe da Unidade de Vigilância da Agência Europeia da Segurança Marítima

Pedro Lourenço é o responsável pela Unidade de Vigilância da Agência Europeia de Segurança Marítima (EMSA), onde faz a gestão de uma vasta gama de serviços: sistemas aeronáuticos pilotados por via remota; serviços de observação da Terra de vigilância marítima CleanSeaNet e Copernicus; comunicações via satélite; e satélites com sistema de identificação automática.

Tem um Mestrado em Engenharia Ambiental pela Universidade Nova de Lisboa e em Administração de Empresas pela Universidade Católica de Lisboa e Nova SBE, em colaboração com o MIT Sloan School of Management.

A EMSA presta serviços de vigilância nas áreas da segurança marítima, monitorização da poluição marinha, controlo das pescas, segurança marítima, aplicação da lei, controlo fronteiriço e alfândegas.

 

 

 

Vanda Brotas · Professora de Biologia na FCUL e investigadora do MARE

É professora catedrática na Faculdade de Ciências da Universidade de Lisboa (FCUL) e investigadora do Centro de Ciências do Mar e do Ambiente da mesma universidade, o MARE.

Os seus interesses atuais de investigação centram-se na área da Ecologia Marinha, em particular em ecologia, função e dinâmica do fitoplâncton, deteção remota da cor do oceano e produtores primários de ecossistemas estuarinos.

Foi Directora do Centro de Oceanografia e Presidente do Departamento de Biologia Vegetal da FCUL. Tem coordenado projectos internacionais e é investigadora principal de vários projectos nacionais. É coordenadora do doutoramento em Ciências do Mar da FCUL e co-coordenadora do de Biologia.

 

 

 

 

João Fernandes · Presidente da Região de Turismo do Algarve

Preside à Região de Turismo do Algarve (RTA) e à Associação Turismo do Algarve (ATA). Licenciou-se em Engenharia do Ambiente, tendo realizado uma pós-graduação em Gestão Empresarial na Universidade do Algarve. Ao longo do seu percurso profissional, investiu em formação avançada nas áreas do Turismo, Gestão, Marketing, Recursos Humanos e Ambiente, no Mestrado de Hospitality Management Institute do ISCTE, Ecole Hôtelière de Lausanne e Novaforum – Universidade Nova de Lisboa.

No início da sua carreira foi docente das disciplinas de Fenómenos de Transferência e Desenho Técnico na Licenciatura em Engenharia do Ambiente da Universidade do Algarve, tendo participado em artigos científicos na área de tratamento e reutilização de águas residuais. Colaborou com a Universidade do Algarve, enquanto consultor, para a criação de Regulamento de Reconhecimento de Competências no Ensino Superior, atualmente em vigor.

 

 

 

Recursos educativos

Aqui pode encontrar vários tipos diferentes de imagens de satélite e de simulações 3D de arribas da costa algarvia. Poderão ser utilizadas como recursos pelos docentes em contexto de sala de aula (cortesia de Luís Sousa, da LS Engenharia Geográfica). LER MAIS >>

 

O que é ‘O Espaço à Quarta’?

O Espaço está bem presente nas nossas vidas, mesmo sem darmos por isso. Basta recordarmos que hoje em dia a tecnologia espacial pode orientar as nossas deslocações. Para além disso, assegura as telecomunicações, as previsões meteorológicas, a agricultura de precisão, e ... LER MAIS >>

 

Sessões anteriores

RESTANTES SESSÕES da 2.ª EDIÇÃO

Nas sessões anteriores falámos da importância das contribuições das ciências e tecnologias espaciais para as seguintes situações:

  • MAIO: planeamento e monitorização das cidades.

  • ABRIL: aplicação à agricultura.

  • MARÇO: monitorização da água disponível para uso humano. Pode também consultar alguns recursos educativos e links úteis sobre este tema aqui.

  • FEVEREIRO: ajuda às missões de busca e salvamento resultantes das crises migratórias e humanitárias.

Reveja os vídeos completos de todas estas sessões e conheça os respetivos convidados. LER MAIS >>

TODAS AS SESSÕES da 1.ª EDIÇÃO

(Re)veja aqui as gravações integrais da primeira edição d′O Espaço à Quarta, que decorreu entre Janeiro e Junho de 2021. Conheça aqui os convidados dessas 6 sessões. As gravações incluem a rubrica final O Minuto do Professor. Todas as suas edições podem ser encontradas na nossa página de recursos.




Partilhe





Outras iniciativas